Sexta feira o Pedro sofreu o 1° grande e estressante acidente. Puxou sobre a própria cabeça um rádio relógio. Houve um pouco de choro e muito, muito sangue. Eu nunca havia visto a cabeça de ninguém sangrar (indicios de algo grave, sempre pois cabeças são duras e não devem abrir nem nada do genero) e logo a dele, sangrou como nos piores filmes de ação. Chamei o socorro ( Mamãe – que alias tinha acabado de sair aqui de casa e estava comemorando mais uma primavera) que chegou em menos de 10 minutos e rumamos para o hospital. Limpa o ferimento daqui, dá ponto, não dá, raio-x.

Resumo, foi só um bizarro furo na cabeça do meu bebê, e nada mais. Nada de costurar meu filho. Depois que ele passou pela pediatria me recomendaram uma passagem pela cardiologia. Enfim, o primeiro de muitos momentos de estresse, eu sei, eu sei…

Deixe um Comentário