mulheres negras não escrevem cartas de amor

Ouvi dizer que mulheres negras não escrevem cartas de amor.

Umas gostariam, mas não foram ensinadas,

justamente pra que não houvesse encontro.

Outras não encontram a pausa necessária pro sentir.

Eu escreveria uma carta para você.

Escritos marcados nas minhas veias

Pra dizer que está convidado

Preencha os espaços vazios no meu quarto

Deixar cartas roteirizadas dizerem

Que eu sei como ser completa,

estar sem esse excesso de espaço,

estar contente sozinha.

Virgulas mostram que demorei

Pra abrir algum espaço pra você

Sob a pele, ao redor dos meus ossos

Segredos poderiam desmoronar.

Mas você já leu.

Roubou as palavras da minha cabeça.

Envolveu-se envolta dos meus ossos.

Me deixou desperdiçar folego com poemas.

Deixe um Comentário