Eu vou botar MEU nome na macumba

Minha chefa teve a idéia mais brilhante de todas.Eu vou botar o meu nome na macumba.Tá eu sou medrosa, tenho o maior respeito por todas as religiões simplesmente porque eu acredito nelas.
Normalmente as pessoas fazem macumba pra prejudicar alguém , ou aquelas coisas de “traz a pessoa amada” e blá blá blá.Porque tem aquele lance de que todo mal que você faz volta pra você mesmo e com 50% de acrescimo, é assim que é e nada mais justo, o que significa que não adianta tentar amarrar ninguém e nem destruir pessoas.Como não tenho porque e nem coragem de fazer mal ou mexer com a vida de ninguém vou mexer com a minha mesmo.Ao inves de pedir o que todo mundo pede vou pedir um trabalho pra me fazer esquecer.Simples assim.Já que eu não tenho competencia pra fazer isso sozinha, e fico aqui sofrendo , vou apelar pra forças maiores que a minha.E é isso, chefinha já me deu o telefone , e neste fim de semana lá vamos nós.Quero esquecer meus ex amores , minhas decepções e alegrias.E se possivel pedir pra que eu não me apaixone mais.Nunca mais.
Sei que haveram consequências pra mim , mas serão só pra mim , e não vou estar fazendo mal, vou fazer um bem , e 50% de Bem vai voltar pra mim =D.
E os amigos voltam a ser amigos e os rancores serão apagados.

Amor errado
(Fernanda Porto/ Edu Ruiz)

Eu pensei que pudesse esquecer um amor errado
Indo embora de casa, cortando o cabelo, escrevendo cartas
Eu sonhei que o tempo bastaria
Que nunca mais quando fosse noite
Viria o rosto, o volume dos ombros
O cheiro do pescoço encostado
Acreditei em poder suportar certas misérias, deitada sozinha
Não percebi que o amor estava confundindo às ferragens da alma
Ele vem atrás, ele vem atrás até quando estamos dormindo
Eu pensei que ele aceitasse ser abandonado
Mas percebi que fica enroscado nos tornozelos da gente
Rosnando baixinho para ser ouvido até mesmo debaixo de chuva

Deixe um Comentário