Ai Ai Ainnnn

Ai tá, hora do almoço, fui eu feliz até o posto de gasolina, digo até a loja de conveniencia mais proxima e menos cara comprar meu lanchinho como sempre e não sei porque causa motivo ou razão escolhi um negocio Light , mas acho que escolhi porque era um sanduba com 5 tipos de queijo diferentes.Vim toda feliz com o lanchinho na mão e uma daquelas novas batatas da Elma Chips (sabor queijo- logico) mas ai… Bom o lanche não tinha gosto de nada , nem de pão, juro.Fiquei irritadissima e por isso estou falando disso no meu deprimido blog.Como uma coisa com 5 queijos diferentes pode ter gosto de papel?Estou indignada, R$3,50 jogados fora.Mas depois tive o prazer de comer as batatinhas que tem muuuuuuiiiiiito sabor , não sei se de queijo, mas tinha gosto.
Oh my … ninguém merece coisas light, vai ver que o lanche era light no gosto e eu li errado.
Lembram daquele negocio de eu querer escrever?Eu até escrevia muito e jogava tudo fora , mas desta vez (quantas vezes eu já disse isso aqui? “desta vez”) eu vou escrever mesmo.Não vou fazer como anteriormente escrever que nem louca 100 paginas numa semana ,surtar e queimar tudo, vou escrever calmamente conforme as coisas surgirem na mente , porque eu sou boa nisso eu acho.Mamãe também deve achar.Vou escrever por meses, anos se necessario.Num futuro não muito distante vou ter um canto meu pra escrever, com abajur e tudo mais , com caneca pro café(ou conhaque) e uma janela só minha, e quando alguém fizer barulho e tirar minha concentração ou estragar o processo criativo eu vou fazer caretas.Vou continuar meus resmungos mas ai vai até parecer legal.
Todo escritor é meio atormentado, eu já estou no grau pra escrever algo de qualidade.Passar meus tormentos pro papel , fora que estou tendo idéias novamente, várias, as vezes acho que nasci pra fazer este tipo de coisa .O Pentium 200 só me inspira ainda mais.
Bom na vida a gente tem que plantar uma arvore, escrever um livro e ter um filho. Os filhos virão ( vejam , o verbo está no futuro de alguma coisa, portanto não digam que eu escrevi que eu vou ter um filho amanhã ou que eu estou gravida ,please) , as arvores eu vou plantar assim que eu morar numa casa com espaço para a arvore ou tentar reflorestar algum cantinho como minha amiga Crezoida fazia e o livro acho que vai ser a parte mais facil.
Chega de terrorismo porque decididamente nem vale a pena, e não faz meu tipo.Fora que esse stress todo está estragando minha pele.Vou escrever, até os dedos sangrarem , é aquele lance, não preciso de muitas coisas pra ser feliz, preciso de lapis e papel…mas o pc serve.
Ah e vou ver todos os filmes que eu quero ver e não vejo por não ter ninguém pra me levar ou me acompanhar , vou pegar pencas de DVDs e vou ao cinema sozinha ver os filmes que as pessoas se recusam a ver (normalmente porque eles são muito ruins ).Vou fazer o que eu quiser porque é legal.
Hoje de manhã conversando com a minha mãe tomei uma decisão muito importante, que pode mudar minha vida toda.É algo que ele (é voltei a escrever recados para ele porque ele não me obedece e continua vindo aqui, e mesmo quando eu grito muito com ele ,ele volta pra minha vida – ainda bem) já tinha dito que eu precisava e que hoje eu tive a compreenção do que ele quis dizer , e minha mãe repetiu , e os acontecimentos me fizeram enxergar.
Este é o segredo, me dedicar a algo e retomar antigos prazeres, quero escrever sim e ser atormentada de forma saudavel , mas não quero definitivamente terminar como a Virginia Woolf mergulhando nas águas do rio Sussex (e ficando por lá mesmo), nananina.
Quero continuar rindo, como eu ri horrores com a Ceci enquanto procuravamos promoções nas Lojas Americanas ontem lembrando de algumas coisas do passado (tipo assim ,nós estavamos rindo de coisas que envolvem você filhote – foi mal, e só pra lembrar você me deve um relógio).Quero várias coisas, e é bom querer coisas.

Deixe um Comentário