I Luv

Muitos meninos não entendem a certa paixão que algumas mulheres têm pelos garotos gays. Não estamos falando de todas as mulheres, claro. Algumas não gostam de gays. Mas com essas meninas a gente nem fala. Também não estamos falando que adoramos todos os gays.

Mas as garotas mais legais (nosso forte nunca foi a modéstia) gostam mesmo dos meninos mais legais que são gays. Muitas vezes nos apaixonamos por eles. E muitas vezes eles viram os nossos grandes amigos. Por que isso acontece? Ah, por milhões de motivos que os homens heteros talvez nunca entendam. Mas, como nós somos um site de utilidade pública, vamos ajudar vocês a entenderem isso…

Nos apaixonamos por gays muitas vezes porque eles são fofos.Eles costumam ser sensíveis e entender as coisas que a gente fala. Quando temos muito assunto com a pessoa (e não estou falando só de coisas fúteis, ok?) e essa pessoa nos trata muuuuito bem, é normal que a gente se apaixone por ela.

Mas as coisas fúteis também contam. Claro que nos interessamos por aquele cara que é muito muito bem vestido e que tem o corte de cabelo mais legal do planeta. Também nos apaixonamos por casas de pessoas. Um cara que mora em uma casa fofa pode ser apaixonante. Um cara que sabe dançar também. E quando todas essas coisas se juntam… sim, corremos um risco seríssimo de encarar um grave surto de superego descontrol.

Mas nem sempre o nosso amor pelos gays se manifesta na forma de paixão platônica. Muitas vezes os amamos porque eles são nossos amgos. Os melhores que uma garota pode sonhar em ter.

Os amigos gays costumam ser muito fiéis. Muito mesmo. Até mais fiéis que as amigas (que podem entrar numas de competição com você) ou que os heteros (que podem entrar numas de ficar com você ou de ter ataques de ciúme).

Com amigo gay a gente pode fazer quase tudo que faz com um namorado (até sexo) e ao mesmo tempo fazer quase tudo que faz com as amigas. Podemos dormir na mesma cama, trocar de roupa na frente, dar presente fofo, fazer compras, cortar o cabelo, visitar bancas de revistas etc etc etc.

Os amigos gays são os nossos aliados na pretendência. Eles nos ajudam muito nessa parte. E você ainda pode combinar de fingir que vocês são namorados para despertar ciúmes em um pretê.

Com os gays podemos falar sobre coisas que os homens acham um saco, como seriados da Sony, viagens para Nova York, Príncipe William e a família da Madonna. E também não somos obrigadas a ouvir uma coisa chata sobre a seleção brasileira ou as olimpíadas.

E, sim, claro, eles são, também, ótima companhia para fazer compras e usam as melhores gírias já inventadas pela sociedade. Sacou, bi?

Deixe um Comentário