A HISTÓRIA DE NÓS DOIS

Ela tinha acabado de sair de um brevíssimo romance com alguém que ela conheceu muito pouco,chorou um dia só mais pela circunstancia em si do que pela ausência do corpo conhecido.Nos outros dias esteve ocupada demais com um amigo de longa data para continuar triste. Ele também tinha saido de um relacionamento, bem diferente dos dela , era um relacionamento solido ,antigo e aparentemente promissor (aos olhos dela pelo menos).E ele era um ex namorado/caso, na verdade.Ele ocupava todo o tempo livre dela,senão no telefone, era então no pensamento.Não durou muito o que era amizade[reza a lenda que eles ficaram amigos por 2 anos e meio ,depois de serem inimigos mortais, amantes e namorado…ele não acredita em amizade entre meninas e meninos e ela nunca quis ser a AMIGA dele] virou amor, de novo, ou dessa vez assumiu um amor que era antigo, que as traças tinham começado a roer mas estava longe de ter um fim.Casou cinco meses depois, com o primeiro amor de sua vida.Antes mesmo de terem assinado qualquer papel já se sentiam casados, talvez almas se reencontrando como ambos e muitos outros achavam possivelmente normal. Mudou de casa, de bairro, de cidade, de estado, deixando tudo aquilo que conhecia para trás – afinal era amor, dos mais sublimes e intensos (nunca gostou de nada “morno”) ,daqueles de rasgar por dentro, de achar que está com dengue ,do calor, da febre, dos batimentos acelerados e da imensa vontade de fazer do outro a mais feliz das criaturas humanas sobre a Terra.Construíram uma tradicional vida familiar com tudo aquilo que podiam ter de direito.Jardim com petúnias, almoço de domingo, pegar filho na escola, assistir Fantástico, faxina conjunta, passeio no parque, fotos da família espalhadas pela casa, brinquedos na escada que vai para os quartos, arvore de natal com pisca-pisca que falha.
Ela não tinha duvidas de que envelheceria ao lado do homem que amava, que que jamais permitiria que ele fosse prum asilo, mesmo que ele não a reconhecesse mais.Eles se amavam e vão continuar se amando hoje e sempre, e ai vem os netinhos e mais fotos, e novos passeios no parque e tudo aquilo de bom que vem junto.
Essa é a nossa história.Que um dia vira livro.E só Deus sabe como, mas é a vida, e a gente vai casar.

Deixe um Comentário