A saga do terrivel :PRECISAMOS CONVERSAR

Vou fazer minha tatoo o quanto antes , estava indecisa quanto ao desenho mas já escolhi, é lindo e só não vou colocar aqui porque vão copiar e eu não quero que isto aconteça.
Alias está história da tatoo é pra marcar uma decisão que acabo de tomar talvez de susto mas acho que é algo que sempre quis e nunca tive iniciativa e inspiração para sequer tentar.Se eu conseguir vai ser TUDO , se não conseguir ainda tenho a tatoo.
Mudando completamente de assunto, este blog mais uma vez está me dando dor de cabeça.É isso mesmo, porque é internet e, na internet nem sempre colocamos os nomes reais das pessoas envolvidas em determinados fatos e isso acaba confundindo as pessoas.Eu devo ter escrito alguma coisa estranha que abalou Frederico (né FREDERICO) mas eu não sei o que é porque ele entra no blog sempre e eu não sabia porque claro como uma boa pessoa e muito dedicado a nossa amizade ele nunca , entendam , NUNCA deixou 1 comentário no blog, nem nos tempos aureos de nossa colorida amizade do passado ele nunca disse um oi [momento drama].
Frederico vamos combinar uma coisa para que você não tenha um derrame ou um infarto antes da hora – desconsiderando totalmente seu envelhecimento precoce, sua alimentação duvidosa, seus acidentes e o sedentariasmo [exagerei agora né, você sabe que é brincadeirinha] – vamos combinar o seguinte , quando você entrar no blog, ler aguma coisa que não goste ou não entenda , comente alguma coisa ei em baixo porque ai posso responder pra você se tem ou não a ver com sua pessoa e exclarecer qualquer coisa que eu escreva tortamente.Me assustar com o “precisamos conversar”não é legal.Tenho uma teoria sobre está frase, sempre que alguém fala o tal “PRECISAMOS CONVERSAR” é porque alguma coisa de errado vai acontecer para quem foi direcionada a frase.Nunca vai existir alguém que diga “Precisamos conversar … você ganhou R$1.000.00,00” ou “Precisamos conversar … é que eu te amo” ou “Precisamos conversar … você vai ser promovido”, nunca , nunca e nunca vai acontecer é sempre “Precisamos conversar … você não tem créditos” ou “Precisamos conversar … eu não te amo mais” ou “Precisamos conversar … você está demitido”.Conclusão está frase só antecede grandes desgraças.

Deixe um Comentário