What if God was one of us?Just a slob like one of us Just a stranger on the bus Trying to make his way home

Um fim de noit estranho, imaginem que toda a bronca do mundo pudesse se concentrar em um ser humano.Pois é isso é possivel e o ser humano catalizador é minha mãe , com a palavra amiga do meu pai.
Fato: tenho até hoje a tarde para arrumar um PSICOLOGO(é aquele cara em quem eu não acredito, que eu acho que está lá para confundir ainda mais os já confusos e assim ganhar rios de dinheiro).
è isso ou minhas coisas sendo jogadas na rua , ou uma internação ,assunto que já havia sido enterrado nesta casa.Ameaças feitas a menos de 20 minutos.
Se acham que eu estou enlouquecendo, me ameaçar não iria piorar as coisas?Jogar um maluco na rua não seria um grande pecado, principalmente quando o maluco é seu filho?E quem é capaz de julgar a loucura dos outros?

A acusação : És louca ,perturbada ou drogada.
As Provas:
a) quero um emprego de meio periodo que me pague pelo que eu trabalho, mesmo que seja menos do que ganho hoje
b) entro e saio de cursos e faculdades com agilidade e competencia profissional
c) tenho relacionamentos bizarros e autodestrutivos
d) eu grito , e quebro coisas ( fiz isso uma unica vez e sou louca p/ sempre, e eram minhas coisas)

A defesa:
Não sou louca estou cansada, só isso.Cansada.
E louca não, artista, artista, artista .Ou melhor uma Diva.

A corte decide que: És culpada , porque nós queremos assim.

Sabe o que é mais engraçado, é que dessa vez está todo mundo errado, que eu não disse nada, não respondi, fiquei parada quieta ouvindo a gongação a meu respeito.Ainda não assimilei o que eu fiz pra causar tamanha irritação.Mas não vou pensar nisso vou fazer exatamente o que querem, pelo menos alguém decide por mim.Querem um psicologo, pois bem então tá.Querem faculdade , tudo bem podem escolher o curso,eu tenho que ficar no emprego, ok no problem.
Pode ser que eu passe um tempo sem escrever aqui, afinal todo mundo tira férias .talvez eu tire férias de mim por um periodo.

See you later Aligator.

Deixe um Comentário