Técnicas superiores de libertação de exs
por Nina Lemos

” Algumas vezes na vida a gente encontra pessoas que realmente
valem a pena. Valem mais que isso. Valem os modelos que a
gente comprou para impressioná-los, os aviões que a gente
tomou (se ele morava em outro lugar) e até alguns micos. A
gente só percebe isso quando passou. E depois que a gente
perdoou.

Antes, claro xingamos os pobres coitados, renegamos tudo de
bom que vivemos, falamos mal deles em público e convencemos
os nossos amigos mais íntimos de que eles eram pessoas com
desvio de caráter.

Um dia a fúria passa.

Não, não, eu ainda sou escorpiana. Talvez esteja amadurecendo
e isso seja realmente muito estranho. Mas hoje me vi falando
a frase: “eu sou amiga de quase todos os meus exs”. E é
verdade! Pura verdade!!!! Semana retrasada encontrei com um
ex pretê-rolo-confusão e a gente ficou amigo de novo e se
abraçou para comemorar a nossa superioridade. Uma semana
antes eu tinha encontrado um ex-pretê-quase-namorado e a
gente passou toda uma noite conversando de MÃOS DADAS e
falamos sem parar. E foi lindo.

Hoje, acordei muito gripada. Em certa hora do dia estava de
fato deprimida. Sozinha. Eu me sentia sozinha. Ligar para
quem? Tenho mil amigos para ligar, sim.Como sempre. Mas senti
saudades de um ex que eu até já achei que odiei. E foi pra
ele que eu liguei. E ele que vai na minha casa me visitar e
me fazer companhia.

Alguém que já te comeu tem uma cumplicidade maior. Quem você
já viu pelado é diferente de quem você não viu pelado.
Otimismo? Acho que não. A vida já é muito despovoada de gente
legal para a gente perder algumas por bobagens.

Eu, hoje, sinceramente, adoro os meus ex quase
namorados…Será que é carência descontrol? Muito sono? Não
sei. Mas por hoje isso é sincero.”

Deixe um Comentário