FINALMENTE o/

Estou de volta , com um milhão de coisas para contar.Algumas perdas é claro (só para não fugir da rotina) mas muitos ganhos.

2003 não está sendo o ano mais feliz, cheguei a comentar com uma amiga que eu quero que este ano termine o quanto antes ,ai ela me lembrou que ainda estamos em Abril – quem precisa de inimigos quando temos os amigos.

Preciso contar minhas novas resoluções futuras, as grandes novidades , os amigos que ganhei e aqueles que foram embora (que são 2 e partiram para o Espirito Santo e para Pinhais) mas que não os perdi (espero).

Preciso contar das minhas noites de 3º no Massivo (sim eu vou ao Massivo e me divirto) e dos meus sábados no Plastic,da minha vida de Uol inc e das inúmeras vezes em que pensei em me demitir (mas é que eu gosto de lá).

Contar da grana que eu gastei com este computador e da falta que tudo isso aqui me fez.Agora é só me acostumar de novo a não dormir e a ter dor nos dedos graças a tendinite .

Falar das recentes descobertas musicais e mandar meus recados básicos por aqui .

Quem sabe desta vez tocar todos os projetos pra frente porque nestes um mês planos se acumularam.E rola uma empresa de info,um viveiro e noites musicais.

Meus estudos de Inglês e meus livros em português de Portugal (?)

E ainda tem meu boicote a produtos americanos , simmm está sendo quase mortal não beber coca – cola , e eu sei que vou ler comentarios do tipo ” você está boicotando o seu proprio pais e se todo mundo fizer isso ..desemprego…bablabla” ,tudo bem o importante é que já me sinto bem melhor assim.Agora o grande lance é qualquer coisa não americana.

Estamos de volta e é isto que importa ,maior ,melhor e cheios de novidades.

E que deus nos proteja desta vez (se o Sr Bill Gates permitir ,porque vou te contar como o cara pode ficar rico criando está *%$&#* de Windows?)

* A propósito alguns links por aqui ainda não funcionam .Muita calma.

Estado de espirito no momento pode ser traduzido com esta canção:

CLANDESTINO
Mano Chao

“Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Para burlar la ley
Perdido en el corazón
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Por no llevar papel
Pa’ una ciudad del norte
Yo me fui a trabajar
Mi vida la dejé
Entre Ceuta y Gibraltar
Soy una raya en el mar
Fantasma en la ciudad
Mi vida va prohibida
Dice la autoridad
Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Por no llevar papel
Perdido en el corazón
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Yo soy el quiebra ley
Mano Negra clandestina
Peruano clandestino
Africano clandestino
Marijuana ilegal
Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Para burlar la ley
Perdido en el corazón
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Por no llevar papel “

Deixe um Comentário