Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a namorar

Cheguei pensando em voltar. Fazia tanto tempo que eu não me desafiava a fazer uma coisa nova. Sair da zona de conforto e fazer algo por mim. SOZINHA. Quase dei o bom e velho passo pra trás, mas eu sempre caio numa boa conversinha. E que bom que sou das fáceis.

Vivi 1 ano em dez dias. Conheci pessoas que quero colocar num potinho e carregar comigo penduradas no pescoço, mesmo sabendo os desafios da vida adulta tá liberado acreditar. Eu toda travada dentro de mim, me permiti ser eu mesma. Soltar a mão do controle (desafio da terapia) em um lugar que abriu as portas e os braços pra chegada dessa energia caótica.

Aqui na @refazendarioxopoto eu me diverti e gargalhei de chorar como nem lembrava mais como fazer, plena e de verdade, provei novos sabores, novas sensações, teve chuva e sol, vinho e jogo, horta e cachoeira, teve a maior série de IMPORTANTES reuniões. Aqui eu dancei, pirei, ‘paxonei’, ‘paxonei’ e ‘paxonei’ de novo 😍. Terminei meus dez dias nesse lugar completamente encantada, já que eu duvidava que um espaço específico pudesse causar tanta transformação em curtos espaços de tempo. Mas é isso #existeumlugar. E ao invés de partir eu decidi ficar. Não só ficar como voltar daqui a pouquinho. Nunca fui tão feliz por dizer SIM.

Deixe um Comentário